Rainha do Bom Sucesso

Nossa Senhora do Bom Sucesso é a Rainha no verdadeiro sentido da palavra: tem majestade e, ao mesmo tempo, bondade; é a triunfadora e também a batalhadora, cujo semblante dá a ideia de que, ao combater, possui a certeza da vitória. Esta é a Rainha do Bom Sucesso.

Para nós, o que importa em nossa luta não é ganhar a batalha amanhã, a não ser como condição de vencer a guerra, pois é isso que devemos desejar. O sucesso é a grande vitória final da Contra-Revolução na guerra empreendida pela Revolução contra a Santa Igreja e a Civilização Cristã. Esta vitória devemos pedir a Nossa Senhora.

Santo Inácio de Loyola dá um conselho muito sábio: em todas as coisas, devemos atuar como se tudo dependesse de nós e nada de Deus; mas esperar como se tudo dependesse de Deus e nada de nós. Assim, na luta contrarrevolucionária devemos atuar com energia, constância, dedicação como se tudo dependesse de nós; mas confiar reconhecendo que tudo, inclusive a nossa dedicação e energia, depende de Deus Nosso Senhor. É pelas orações de Maria Santíssima que nos vêm as graças do Céu para sermos dedicados.

Temos que começar por suplicar a Ela que nos dê essa dedicação, o amor de Deus, o entusiasmo pela causa católica, aquela compenetração do espírito católico que fez com que o grande Apóstolo São Paulo dissesse de si mesmo: “Já não sou que vivo, é Jesus Cristo que vive em mim” (Gl 2, 20).

Se pedirmos força à Santíssima Virgem, obteremos. Ela é a Rainha dos valentes. A Santa Igreja aplica à Mãe de Deus esta frase da Escritura: “Terrível como um exército em ordem de batalha” (Ct 6, 4).

Devemos, pois, impetrar a Nossa Senhora principalmente duas graças: uma grande confiança na sua misericórdia, e que Ela nos dê a sua intransigência soberana, perfeitíssima, a indignação triunfante com a qual presidirá os acontecimentos preditos por Ela em Fátima.

Então, contemplaremos em seu semblante a expressão de vitória comprazida de Rainha, como A representa a imagem do Convento das Concepcionistas de Quito, na qual encontramos esperança, força, senhorio e dominação.

Nossa Senhora do Bom Sucesso, eu interpreto como sendo, por excelência, a invocação do Reino de Maria. É dessa maneira que Ela Se nos apresentará, como a nos dizer:
“Meus filhos, alegrai-vos, levantai o vosso ânimo! Nada tem importância quando Eu resolver vencer. A minha hora de misericórdia está baixando sobre vós e, portanto, nada vos atingirá de maneira contrária a meus planos. O que atingir será de acordo com meus planos e, no fundo, para vosso bem. Alegrai-vos! O sucesso é meu, porque Eu sou a Rainha do Bom Sucesso; e o sucesso é, portanto, vosso, porque vós sois meus filhos.”

 

* Excertos de conferências de 26/8/1977, 16/11/1977 e 2/6/1979.

Compartilhe