Artigo

Alegrias e provações

Há males que vêm para bem"... O fato de se ter prolongado a estada de Dr. Plinio em Roma, por ocasião do Concílio Vaticano II, trouxe como resultado um aumento da correspondência entre ele e Dª Lucilia, sendo possível comprovar-se novamente o quanto era movido por razões sobrenaturais o abençoado convívio entre mãe e filho.

É o que transparece na missiva a seguir, escrita por aquela alva e veneranda mão, a fim de externar os carinhosos sentimentos encerrados no coração materno. É admirável nesta carta o ato de virtude pelo qual Dª Lucilia renova a renúncia à companhia de Dr. Plinio no dia 13 de dezembro, em favor daquilo que ela julga mais vantajoso para ele. Não só exprime sua resignação pela ausência dele, mas ainda o aconselha a demorar-se na Europa.

S. Paulo, 26-11-962

Plinion querido!

Estava com tantas saudades de uma carta de você, que mesmo no estilo relâmpago como a última que me enviaste valia a pena receber outras! Com tanto trabalho, vejo que não será possível voltar logo que se termine o Concílio! Alguns passeios bonitos, despedidas, visitar Florença, Milão, etc.... e depois Paris !!! Quem pode voltar tão depressa de Paris? Nem mesmo para passar o dia 13 de Dezembro, dia de teus anos com mamãe??; mas, não faz mal. Você tem trabalhado muito e agora deve estar... estafado! Faça tudo o que puder e volte bem disposto e contente de tornar a ver a tua manguinha, e passarmos juntos o Natal!! Que festa tornar a ver a tua manguinha, que te quer tanto e tanto ... que nem pode te dizer!!

Rosée tem sido muito boa, vindo me ver todos os dias e Maria Alice, com a sua casarona, seus jantares, etc., costuma vir cada dois dias e o "Bisnetinho" está fazendo exames no colégio.

Quando converso com você, mesmo no "estilo relâmpago", não paro mais e o tempo passa rápido, ponhamos os pontos nos "is".

Recomendo-me a teus amigos.

Muitos beijos e abraços e a mais afetuosa bênção da mãe que tanto e tanto te quer,

Lucilia

Um salto sobre o oceano

Chegando a seu termo a intensa atividade de Dr. Plinio em Roma, uma vez que a primeira sessão do Concílio estava também por findar, escreve uma breve carta a Dª Lucilia, anunciando-lhe seu regresso a São Paulo.

Roma, 28-XI-62

Manguinha querida de meu coração!

Como devo partir de Roma no dia 7, estou atarefadíssimo com as providências finais da temporada. Por isto, escrevo-lhe rapidamente.

Devo ir a Assis, Florença, Veneza, Paris. Lá, passarei mais ou menos uma semana, para depois dar um salto sobre o Oceano, e cair com imensas saudades e enorme alegria nos braços de minha Manguinha querida!