Escrava do Senhor

Na Anunciação, Nossa Senhora ouviu a mensagem do Anjo e procurou logo o seu significado profundo. Recebida a explicação, Ela imediatamente entendeu e deu a resposta: “Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em Mim segundo a tua palavra”.

Ela notou que era preciso um consentimento d’Ela, e disse: “Sou escrava d’Ele, faça-se o que Ele quiser. E, segundo a tua palavra, aceito!”

Isso se realizou na singeleza diáfana da narração evangélica, representada no luminoso quadro de Fra Angelico, naquelas duas arcadas de uma casinha simples, limpinha, onde Nossa Senhora está sentada e São Gabriel A saúda.

Entretanto, aquele ato de vontade teve mais firmeza, aquele ato de inteligência mais nitidez do que tudo quanto se possa encontrar no universo. Nesta força de alma nota-se a inocência de Quem, sendo Filha diletíssima do Pai Eterno, era destinada a ser a Mãe de Deus Filho e Esposa do Divino Espírito Santo.

Plinio Corrêa de Oliveira (Extraído de conferência de 21/5/1981)

Envie-nos um comentário

You might be interested