Crescer na confiança

Eis uma linda cena da vida de São Francisco Xavier:

Era noite. Dentro de um barquinho em mar revolto, todos estavam aflitos e São Francisco rezando. Enquanto a nau era sacudida de todos os lados, o Santo ia percorrendo em espírito os nove Coros de Anjos, reverenciando os Patriarcas, recomendando-se aos Profetas, numa visita serena, calma, pedindo ajuda a cada um. As pessoas atônitas, olhando para aquela tranquilidade,  encontravam nela os meios de resistência.

É a atitude de um grande Santo que, por ter em abundância o espírito da Igreja, enfrenta os perigos da existência como um cavaleiro medieval enfrentava os riscos da guerra.

O cavaleiro era ávido de perigos e de aventuras, porque sabia defender assim a causa para a qual fora suscitado. Esta é a posição do varão católico quando se encontra em perigo: não é apavorar-se, mas crescer na confiança.

Envie-nos um comentário

You might be interested